Pastor explica relação entre a festa de Purim e a unção de Deus: “Há uma graça divina”

  • 19/02/2021
Pastor explica relação entre a festa de Purim e a unção de Deus: “Há uma graça divina”

Com a chegada da celebração do Purim, que se inicia no entardecer na próxima quinta-feira (25), o pastor Joel Engel ministrou sobre os segredos da unção de Ester. A rainha bíblica é a principal personagem da festa judaica, que comemora a salvação dos judeus persas do plano de Hamã, para exterminá-los.

“A festa de Purim é comemorada para relembrar que Deus mudou a sorte de seu povo e usou uma moça escrava para tornar-se rainha da Pérsia”, explicou Joel Engel em culto transmitido online na última terça-feira (16).

A Bíblia relata que Ester havia sido levada de Jerusalém para o exílio por Nabucodonosor, rei da Babilônia. Depois que seus pais morreram, ela foi criada pelo seu primo, Mardoqueu, vivendo uma vida simples — semelhante a uma vida de escravidão.

Depois que o rei Xerxes da Pérsia decidiu mandar a rainha Vasti embora, após ela recusar seu chamado durante uma festa, ele mandou trazer as mulheres mais bonitas do império para escolher sua nova rainha. Ester foi uma das mulheres escolhidas e recebeu um tratamento de beleza especial durante um ano. 

Ester agradava a todos os que a viam e, durante sua apresentação, a Bíblia diz que o rei gostou mais de Ester do que de qualquer outra mulher. “Então ele lhe colocou uma coroa real e tornou-a rainha no lugar de Vasti”. (Ester 2:17)

De escrava a rainha

Como Ester saiu de uma vida simples para se tornar rainha? Engel explica que existem algumas chaves que a fizeram alcançar esse título, e uma delas foi a sua preparação por meio de Mardoqueu — o seu “pai”.

“Ester foi criada em uma vida simples, passando por necessidades e humilhações, mas ela tinha um pai”, comenta o pastor. “Seu pai adotivo a criou dentro dos princípios da palavra de Deus, e esse é um dos primeiros e mais importantes princípios”.

O primeiro segredo na vida de Ester foi estar debaixo da bênção da paternidade, Engel afirma: “Aquele homem não era seu pai biológico, mas tornou-se um pai adotivo que tinha méritos diante de Deus. Ter um pai espiritual faz toda a diferença na vida de uma pessoa”. 

“Um órfão que não tem um pai para lhe abençoar, encontra mais dificuldades. Um pai nos dá a firmeza de saber que podemos pisar com os passos corretos, porque nos mostra o caminho. O pai nos dá orientação, experiência e ensino”, acrescenta.

O pastor também apontou 4 características que Ester que adquiriu dentro de casa, antes de se tornar rainha:

- Trabalho: Ester era uma serva que trabalhava com Mardoqueu.

- Lealdade: Ela honrava seu pai espiritual como um amigo.

- Estudo: Ela estudava a palavra de Deus dia e noite.

- Oração: Ela era uma pessoa que se posicionava em oração.

Segredos da unção de Ester

O livro de Ester diz que quando o rei viu a rainha Ester parada no pátio, “ela alcançou graça aos seus olhos”, e o rei lhe estendeu o cetro de ouro que tinha na mão (Ester 5:2).

“A palavra graça no hebraico traz em sua raiz a shekinah de Deus, a glória de Deus”, diz Engel. “Ester foi abençoada por Deus com uma luz divina tão forte que, quando ela falou, o rei aceitou sua sugestão”.

O que explica esse poder de convencimento que Ester tinha? O pastor responde que, na realidade, esse poder se trata da unção de Deus sobre ela.

“Unção é uma graça de Deus, uma capacitação divina, um poder sobrenatural, que nos leva onde jamais iríamos. Essa unção pode tornar um escravo em um rei, o morador de uma favela em um presidente, alguém que não tem o que comer em um proprietário de um grande restaurante”, explica Engel. 

“A unção te transforma em alguém que você jamais seria. Aquela moça jamais seria rainha se não fosse a unção que Deus derramou sobre ela. Ela jamais chegaria a fazer parte da história se não fosse a unção que Deus derramou sobre ela. E essa capacitação vem do Espírito Santo de Deus”, destaca.

O pastor abordou também os tipos de unção que foram derramados sobre Ester:

- Unção do boi selvagem: Uma ação que capacita a pessoa a ter força, saúde, renovação celular;

- Unção do vinho novo: Ester se tornou uma pessoa amável e capaz de cativar as pessoas;

- Unção de riqueza: Ela não precisava se encher de jóias para participar do concurso, ela sabia que Deus é quem lhe traria riqueza (Ester 2:15);

- Unção de keter: Keter, que significa coroa em hebraico, coloca a pessoa na mais alta posição. Através dela, o Deus de Ester tornou-se temível por todas as províncias daquela época.

Veja a pregação completa:

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/pastor-explica-relacao-entre-festa-de-purim-e-uncao-de-deus-ha-uma-graca-divina.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Anderson Freire

Raridade

top2
2. Bruna Karla

Advogado Fiel

top3
3. Aline Barros

Casa do pai

top4
4. Anderson Freire

Acalma o meu coração

top5
5. Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes